Freguesia de

S. Tiago dos Velhos

Tendo por base um reduzido número de elementos históricos, uma vez que os documentos mais antigos, arquivados nesta Junta de Freguesia, remontam ao ano de 1878, e alguma informação que tem sido transmitida de geração em geração ao longo dos tempos, tentaremos dar uma imagem, tanto quanto possível, esclarecedora sobre o passado e presente desta Freguesia às portas de Lisboa.

O topónimo principal desta freguesia tem vindo a ser explicado por duas lendas locais, uma das lendas fala de três idosos que viviam nos Casais de S. Tiago e se deslocavam à Sé de Lisboa a fim de ouvir missa. A outra envolve o mesmo templo lisbonense, ao qual, por ocasião dos Pontificados, se deslocava a Irmandade de S. Tiago, na sua maioria formada por anciãos da localidade. Nas duas versões há um facto comum, a missa não tinha início sem que o celebrante ouvisse da boca de alguém: “Chegaram os velhos de S. Tiago”.

A povoação de S. Tiago dos Velhos terá sido fundada pelos Cruzados, no séc. XII (após a conquista de Lisboa). Inicialmente fazia parte do Concelho de Santa Maria dos Olivais, sendo que com a dissolução deste concelho, deu-se a formação dos Concelhos de Loures e Vila Franca de Xira, tendo S. Tiago dos Velhos feito parte do Concelho de Loures e posteriormente terá sido anexada ao Concelho de Arruda dos Vinhos.

Cruz
Cruz existente na atual sacristia da igreja matriz de S. Tiago dos Velhos

Os Concelhos de Arruda dos Vinhos e Sobral de Monte Agraço foram anexados em 1885, sendo a sede do concelho Arruda dos Vinhos, mas entre os anos de 1887 e 1890 a sede do concelho passa a ser Sobral de Monte Agraço. Por essa ocasião, a Junta de Freguesia de S. Tiago dos Velhos teve conhecimento de um Projeto de Lei pelo qual se pretendia desanexar do Concelho de Sobral de Monte Agraço as Freguesias de Arruda dos Vinhos e Cardosas, para serem anexadas ao Concelho de Vila Franca de Xira, pelo que reuniu em sessão extraordinária, da qual foi lavrada uma Ata datada de 25 de Abril de 1888, tendo sido feita uma exposição para ser levada à Câmara de Deputados, onde manifestaram a vontade desta Freguesia em integrar o Concelho de Vila Franca de Xira, invocando motivos como o facto desta Freguesia ficar desamparada, a sobrecarga de impostos por parte do Sobral de Monte Agraço, a distância que separa esta Freguesia da sede do concelho, e a repugnância do povo pertencer ao Sobral de Monte Agraço.


Ata da reunião de 25 de Abril de 1888 e carta enviada aos Deputados da Nação.

No ano de 1890 foram recriados os dois concelhos, tendo sido novamente suspensos entre 1895 e 1898, período em que S.Tiago dos Velhos integrou o concelho de Vila Franca de Xira. Em 1898, o concelho de Arruda dos Vinhos foi restaurado, fazendo esta freguesia parte deste até à presente data.